O estado da arte sobre políticas públicas para pessoas com deficiência no Brasil: dialogando sobre transversalidade e educação

Autores

  • Jorge Amaro de Souza Borges UFRGS
  • Andreia Colares Cabral Pereira PUCRS

DOI:

https://doi.org/10.21874/rsp.v67i4.1132

Palavras-chave:

deficiente, políticas públicas, inclusão social, educação, acessibilidade, direitos humanos

Resumo

Este artigo pretende apresentar um panorama das políticas para as pessoas com deficiência no Brasil, abordando sua estrutura organizacional e propondo um diálogo com a educação, visando conectar, assim, os diferentes saberes da escola, que são reprodução social, para procurar pistas sobre as políticas transversais, que talvez sejam o maior desafio de uma democracia em evolução. Além de tentar compreender como essas políticas se organizam, e em que espaços sociais se materializam, buscamos pensar, a partir das teorias educacionais, a defesa do argumento de que a transversalidade pode contribuir para um processo de diálogo entre a sociedade civil e os órgãos governamentais, exigindo uma pedagogia da participação social, assim como novas formas de fazer e compreender a política e, mais do que isso, exercitar diferentes práticas para um mundo mais inclusivo.

Biografia do Autor

Jorge Amaro de Souza Borges, UFRGS

Atualmente é servidor público da FADERS, onde coordena o Projeto Sala Verde e é o Secretário Executivo do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COEPEDE). Doutorando em Políticas Públicas (UFRGS). Tem experiência na área de Meio Ambiente, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação ambiental, sustentabilidade, cidadania, inclusão social, educação inclusiva, acessibilidade e direitos das pessoas com deficiência. Milita nos movimentos ambientalista, pela inclusão das pessoas com deficiência e movimento negro. Atuou como Assessor Técnico do Departamento de Meio Ambiente em Viamão (1999); Diretor do Departamento de Limpeza Urbana de Viamão (2001); Instrutor de pessoas com deficiência intelectual na FADERS (2002-2004);Coordenador administrativo do processo do Plano Diretor Participativo de Viamão (2006);Sócio-Fundador do Grupo Maricá (2004); Coordenador do Projeto de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos Urbanos, Meio Ambiente e Resgate Cultural em Mostardas RS (2004/2005); Coordenador do Mini-curso de formação de agentes ambientais em Mostardas (2005); Membro e Articulador do Conselho Consultivo do Parque Nacional da Lagoa-do-Peixe (2005/2006); Articulador da Conferência Nacional do Meio Ambiente RS (2005); Membro da Comissão Organizadora da II Conferência Infanto - Juvenil do Meio Ambiente RS (2005); Coordenador do Projeto Sala Verde desenvolvido no Centro Abrigado Zona Norte Porto Alegre RS (2004); Coordenador do Projeto de Pesquisa de Mapeamento das Ações de Educação Ambiental no município de Viamão, com vistas a formação da Rede Municipal de EA (2005/2006); Chefe de Gabinete da FADERS (2011-2012); Chefe da delegação do RS na III Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2012); Vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2011-2013); Coordenador Geral do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (2013/2015); Palestrante e oficineiro em Seminários, Congressos e Oficinas de vários municípios, empresas e estabelecimentos de ensino.

Andreia Colares Cabral Pereira, PUCRS

Possui graduação em Pedagogia-Orientação Educacional pela Universidade Luterana do Brasil (1998). É Especialista em Supervisão Escolar(UNISC), Gestão Escolar(UFRGS), Projetos Sociais e Culturais(UFRGS), Educação Profissional integrada à Educação Básica na modalidade de Jovens e Adultos ( PROEJA-UFRGS), Educação Profissional e Tecnológica Inclusiva (IFMT). Mestre em Educação (PUCRS).É Orientadora Educacional do Instituto Federal Sul-rio-grandense, Chefe do Departamento de Ações Inclusivas na Pró-Reitoria de Extensão.Tem experiência na área de Educação de Jovens e Adultos,Educação Inclusiva e Tecnologias Assistivas.

Downloads

Publicado

2016-12-28

Como Citar

Borges, J. A. de S., & Pereira, A. C. C. (2016). O estado da arte sobre políticas públicas para pessoas com deficiência no Brasil: dialogando sobre transversalidade e educação. Revista Do Serviço Público, 67(4), 555 - 574. https://doi.org/10.21874/rsp.v67i4.1132

Edição

Seção

Artigos