Índice de Gestão Municipal em Cultura

Autores

  • Rogério Boueri

DOI:

https://doi.org/10.21874/rsp.v60i3.26

Resumo

O objetivo deste trabalho é o de construir um índice de gestão municipal em cultura, com o potencial de servir de balizador para as ações na área, promovidas nas esferas municipal, estadual e federal. Para tanto são utilizados dados do “Perfil dos Municípios Brasileiros – Cultura 2006”, publicado pelo IBGE, o qual dispõe das respostas de 5.562 municípios sobre cultura e gestão cultural. As respostas foram tabuladas e combinadas de forma a produzir variáveis específicas para a construção do índice. O método utilizado para a construção do Índice de Gestão Municipal em Cultura (IGMC) foi o de análise de componentes principais, que permite à própria amostra definir os pesos que cada variável exercerá na computação do índice final. Além do IGMC geral, foram computados no processo três subíndices, cada um deles procurando refletir um aspecto específico da gestão municipal em cultura, a saber: fortalecimento institucional e gestão democrática, infraestrutura e recursos humanos, e ação cultural. Os resultados obtidos permitem diversos tipos de comparações intermunicipais e regionais, bem como a prescrição de ações locais na área de gestão que visem à melhoria da administração cultural dos municípios.

Palavras-chave: gestão cultural, gestão municipal, análise de componentes principais.



Downloads

Publicado

2014-01-24

Como Citar

Boueri, R. (2014). Índice de Gestão Municipal em Cultura. Revista Do Serviço Público, 60(3), p. 251-275. https://doi.org/10.21874/rsp.v60i3.26

Edição

Seção

Artigos