Reforma do setor público e participação sindical: o caso do sistema de pensão italiano

  • Lucio Baccaro
  • Richard M. Locke

Resumo

O paper estuda o caso da recente reforma da Previdência na Itália, ilustrando a possibilidade de uma participação positiva dos sindicatos — tradicionalmente contrários às reformas — no processo de transformação do setor público. Após uma revisão do sistema previdenciário italiano, altamente fragmentado e particularista na opinião dos autores, e o apontamento de suas principais deficiências, o estudo concentra-se na análise de três propostas de reforma ligadas aos governos de Amato (1992-93), Berlusconi (1994) e Dini (1995), respectivamente. O texto aborda tanto as propostas concretas de mudança, trazendo contribuições sobre uma variedade considerável de medidas, seu impacto e aceitação sociais e por categoria, como os objetivos visados e o processo político relacionado à sua discussão e tramitação. Uma preocupação constante dos autores é a correlação entre a postura e a participação dos sindicatos em matéria de reforma previdenciária, por um lado, e o avanço das propostas governamentais, por outro. Segundo o estudo, a ampla participação da força sindical na negociação do projeto de reforma previdenciária do governo Dini representou um fator decisivo para sua aprovação e implementação bem-sucedidas.
Publicado
2014-02-24
Como Citar
Baccaro, L., & Locke, R. M. (2014). Reforma do setor público e participação sindical: o caso do sistema de pensão italiano. Revista Do Serviço Público, 48(2), p. 123-154. https://doi.org/10.21874/rsp.v48i2.386
Seção
Artigos