A produção científica brasileira sobre gestão de riscos no setor público: uma análise bibliométrica

Autores

  • Naiara Taise Sousa Nunes Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Samuel Cavalcante Mota Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Augusto Cézar de Aquino Cabral Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Sandra Maria dos Santos Universidade Federal do Ceará (UFC)

Palavras-chave:

Gestão de Riscos. Setor Público. Estudo Bibliométrico.

Resumo

gerenciamento de riscos tem se mostrado como ferramenta essencial para o alcance dos
objetivos das instituições. No setor público, ela pode auxiliar na gestão mais eficiente dos recursos,
que reflete na melhoria da prestação de serviços ao cidadão. Este estudo teve como objetivo
investigar a produção científica de artigos sobre gestão de riscos com enfoque no setor público,
publicada em periódicos nacionais. O estudo é caracterizado como uma pesquisa bibliométrica,
exploratória-descritiva, documental, com abordagem quantitativa. Foram utilizados os bancos de
dados SPELL (Scientific Periodicals Eletronic Library) e Plataforma Capes no período de 2008 a 2018.
Observou-se um aumento na produção científica sobre a temática no período compreendido entre
2008 e 2016, a partir de quando se observa um declínio. O perfil de autoria predominante foi de
dois autores, doutores e vinculados a instituições da Região Sudeste, em especial São Paulo. Foram
encontradas publicações em um grande número de periódicos com predominância de classificação
Qualis B2. Prevalecem pesquisas qualitativas do tipo exploratória com a utilização do estudo de
caso. A maior parcela dos estudos realizou-se em entes públicos da esfera estadual e municipal.
Identificou-se, também, que uma parcela significativa dos estudos se baseia no modelo COSO.

Biografia do Autor

Naiara Taise Sousa Nunes, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Piauí (2014). Especialista em Contabilidade e Orçamento Público pelo Centro de Ensino Unificado de Teresina (2015). Mestranda em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará. Atualmente é contadora da Universidade Federal do Ceará. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em contabilidade, controle e orçamento público.

Samuel Cavalcante Mota, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Ceará (2006) e em Administração pela Universidade Federal do Ceará (2019). É mestrando em Administração e Controladoria pela Universidade Federal do Ceará. É servidor técnico-administrativo, no cargo de contador da Universidade Federal do Ceará.

Augusto Cézar de Aquino Cabral, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Possui graduação em Administração pela Universidade de Fortaleza (1988), mestrado em Administração pela Universidade Estadual do Ceará (1996), mestrado em Educação pela Universidade de New Hampshire - EUA (1991) e doutorado em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001). É Professor Titular da Universidade Federal do Ceará, onde atua no Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria (PPAC), nos campos dos estudos organizacionais e da gestão de pessoas.

Sandra Maria dos Santos, Universidade Federal do Ceará (UFC)

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Ceará (1978), mestrado em Economia pela Universidade Federal do Ceará (1989) e doutorado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (1998). Professora titular da Faculdade de Economia, Administração, Atuaria e Contabilidade (FEAAC), da Universidade Federal do Ceará (UFC), atuando na graduação e pós-graduação (Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria – PPAC).

Referências

Acevedo, C. R.; Nohara, J. J. Monografia no curso de Administração: guia completo de conteúdo

e forma. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

Araújo, C. A. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, Porto Alegre, v. 12,

n. 1, p. 11-32, 2006.

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Gestão de riscos: princípios e diretrizes, ISO

:2009. Disponível em: <https://gestravp.files.wordpress.com/2013/06/iso31000-gestc3a3ode-

riscos.pdf>. Acesso em: 10/05/2019.

Ávila, M. D. G. Gestão de riscos no setor público. Revista Controle: doutrina e artigos, v. 12, n. 2,

p. 179-198, 2014.

Beuren, Ilse Maria. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3.

ed. São Paulo: Atlas, 2008.

Boaventura, E. M. Metodologia da pesquisa: monografia, dissertação, tese. São Paulo: Atlas,

Carvalho Neto, A. A.; Silva, L. C. Critérios gerais de controle interno na administração pública: um

estudo dos modelos e das normas disciplinadoras em diversos países. Brasília: Tribunal de Contas

da União. 2009.

Committee of Sponsoring Organizations of the Treadway Comission (COSO).

Gerenciamento de riscos corporativos – Estrutura Integrada: Sumário Executivo. São Paulo:

PricewaterhouseCoopers, 2007.

Damodaran, A. Investment philosophies: successful investment philosophies and the greatest

investors who made them work. New York: Wiley and Sons, 2003.

Gespública. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Programa Nacional de

Gestão Pública e Desburocratização: GesPública. Guia de orientação para o gerenciamento de

riscos. Brasília: MPOG, 2013. Disponível em: <http://www.gespublica.gov.br/sites/default/files/

documentos/p_vii_risco_oportunidade.pdf>. Acesso em 20/05/2019.

Gil, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1987.

Gray, D. E. Pesquisa no mundo real. Porto Alegre: Penso, 2012.

Martins, M. A. F. et al. Seção temática: “Sistema de governança em órgãos públicos” Política de

gestão de riscos corporativos: o caso de uma agência reguladora da saúde. Rev. Serv. Público,

Brasília, v. 69, n. 1, p. 7-32, jan/mar. 2018.

Peleias, I. R.; Caetano, G.; Parisi, C.; Pereira, A. C. Produção científica sobre controle interno

e gestão de riscos no ENANPAD e Congresso USP: análise bibliométrica no período 2001-2011.

Revista Universo Contábil, Blumenau, v. 9, n. 4, p. 29-49, out./dez., 2013.

Ribeiro, H. C. M. Produção acadêmica dos artigos publicados em revistas científicas nacionais

disponibilizadas na Base Atena sobre o tema gestão de riscos de 2000 a 2015. Revista

Evidenciação Contábil & Finanças, João Pessoa, v. 5, n. 1, p. 75-93, jan./abr. 2017.

Richardson, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1989.

Silva, B. J. P. Proposta de modelo de gestão de riscos para uma IFES visando à realização de

auditoria baseada em riscos. 2015. 186 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio

Grande do Norte. Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes – Programa de Pós-Graduação em

Gestão de Processos Institucionais.

Silva, A. H. C.; Abreu, C. L.; Couto, D. C. F. Evolução do controle interno no setor público: um

estudo dos novos normativos emitidos entre 2003-2016. Revista de Contabilidade do Mestrado

em Ciências Contábeis da UERJ (online), Rio de Janeiro, v. 22, p. 20-38, mai./ago. 2017.

Valentim, I. C. D.; Silva, L. O.; Passos, J. G. Controle interno e gestão de risco: uma revisão

baseada em estudos brasileiros. Revista Interface, ]3, n. 1, p. 69-89, jan./jul. 2016.

Downloads

Publicado

2020-12-24

Como Citar

Sousa Nunes, N. T., Mota, S. C., Cabral, A. C. de A., & dos Santos, S. M. (2020). A produção científica brasileira sobre gestão de riscos no setor público: uma análise bibliométrica. Revista Do Serviço Público, 71(04), 887-920. Recuperado de https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/4292

Edição

Seção

Artigos