Qual o papel de uma escola nacional de Administração?

Autores

  • Urbano C. Berquió

DOI:

https://doi.org/10.21874/rsp.v63i2.97

Resumo

Texto publicado na RSP, vol. 3, no 2, de agosto de 1938


Com a publicação, mais uma vez, do artigo de Urbano C. Berquó, a RSP retoma a temática da criação de uma escola de governo e, com ela, questionamentos sobre sua função no Estado. O texto trata da discussão passional que a proposta de lei para criação da Escola Nacional de Administração francesa em 1936 suscitou. Vetado pelo Senado, o projeto só se tornou realidade em 1945, após nova constituição na França e a inauguração da École Nationale d’Administration (ENA). O texto, de 1938, analisa as possíveis causas do primeiro fracasso e questiona a importância de um órgão de capacitação de servidores públicos para o Estado.
Dos quadros da ENA, saíram três presidentes franceses: Valéry Giscard d’Estaing (1974-1981), Jacques Chirac (1995-2007) e François Hollande (atual presidente eleito em 2012). A Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), criada em 1986, teve como uma de suas fontes de inspiração a ENA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-01-28

Como Citar

Berquió, U. C. (2014). Qual o papel de uma escola nacional de Administração?. Revista Do Serviço Público, 63(2), p. 237-241. https://doi.org/10.21874/rsp.v63i2.97

Edição

Seção

RSP Revisitada