Auditoria operacional do TCU no ensino médio: federalismo de cooperação?

Gerlanne Luiza Santos de Melo, Guiomar de Oliveira Passos

Resumo


Aborda-se auditoria operacional realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) enfocando suas aproximações com o federalismo brasileiro no qual o TCU, em coordenação e com a colaboração dos tribunais de contas dos estados, avaliou a prestação dos serviços educacionais do ensino médio nas esferas dos governos nacional e estaduais. Pergunta-se a auditoria operacional do ensino médio realizada pelo TCU tem características do federalismo de cooperação? Objetiva-se identificar, nessa ação do TCU, elementos do federalismo de cooperação frente às relações federativas, tendo por base os estudos sobre federalismo de colaboração e sobre o controle de contas, em particular sobre auditoria operacional e o Acórdão do TCU. Concluiu-se que o Acórdão do TCU, pelo desenho da matriz federativa, tem características do federalismo de cooperação, mas suas recomendações são típicas do federalismo de centralização. 


Palavras-chave


Federalismo; Coordenação; Controle.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21874/rsp.v69i3.2738

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista do Serviço Público

ISSN eletrônico: 2357-8017

ISSN impresso: 0034-9240


Indexadores, Diretórios e classificações:

AcademicKeys | Diadorim | REDIB | Google Acadêmico | IBBA | Latindex | OAJI | Periódicos Capes | sumarios.org | Qualis/Capes | EZB Electronic Journals Library | Citefactor | Spell

 

SAIS - Área 2-A, 70610-900 - Brasília, DF/Brasil | Telefones: +55 (61) 2020 3152 / +55 (61) 2020 3327 | editora@enap.gov.br