Gestão do conhecimento nas organizações públicas brasileiras

revisão e bibliometria de obras no período de 2008 a 2017

Autores

  • Ricardo Augusto da Silva Alfenas Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil https://orcid.org/0000-0001-5716-0687
  • Carlos Soares dos Santos Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil
  • Danila Carrijo da Silva Dias Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil http://orcid.org/0000-0001-8059-5646
  • Vívian Garro Brito de Araújo Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil
  • Daniela Villa Flor Montes Rey Silva Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil

Palavras-chave:

gestão do conhecimento, setor público brasileiro, modelos em GC

Resumo

A  gestão do conhecimento (GC) é requisito fundamental para a perpetuidade das organizações, inclusive públicas, sendo apontada por muitos como diferencial competitivo. Por meio de investigação exploratória e descritiva, com análises qualitativas e quantitativas, procedeu-se à revisão da literatura nacional sobre a GC no setor público no período de 2008 a 2017, objetivando aprimorar a exploração da temática, fornecer subsídios para novos estudos e contribuir para o desenvolvimento de assunto tão relevante. Um total de 23 artigos científicos foram revisados e analisados estatisticamente em frequência e média anuais de publicação. Uma avaliação relativa à autoria, classificação Qualis, distribuição geográfica dos locais de estudo e modelos GC utilizados foi ainda realizada. Identificou-se que a GC é uma temática de interesse multidisciplinar. Concluiu-se que a temática está em estágio de desenvolvimento e necessita maior atenção acadêmica para atingir níveis mais adequados de maturidade científica. Não obstante, observa-se que o tema evolui na direção desejada. Por fim, sugerem-se estudos futuros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Augusto da Silva Alfenas, Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil

Mestre em Desenvolvimento Sustentável e Qualidade de Vida pelo Centro Universitário das Faculdades Associadas (UNIFAE). Bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Carlos Soares dos Santos, Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil

Mestre em Sistemas de Gestão - Engenharia de Produção, pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Licenciado em Letras (Licenciatura Inglês-Português-Literatura) pela Universidade Gama Filho. Bacharel em Letras pela Universidade Gama Filho (UGF).

Danila Carrijo da Silva Dias, Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil

Doutoranda em Geociências, Mestra em Ciência e Engenharia Ambiental e Bacharel em Engenharia de Minas, pela Universidade de Campinas (Unicamp).

Vívian Garro Brito de Araújo, Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil

Mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduada em Fonoaudiologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Daniela Villa Flor Montes Rey Silva, Comissão Nacional de Energia Nuclear, Poços de Caldas – MG, Brasil

Doutora em Engenharia Mecânica pela Universidade de Campinas (Unicamp). Mestra em Engenharia Mecânica pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia. Graduada em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia da  Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Referências

BALBINO, José N.; NUNES, Helena F.; QUEIROZ, Fernanda C. B. P. O estágio de desenvolvimento da gestão do conhecimento nos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 6, n. 2, p. 80-98, jul./dez. 2016.

BATISTA, Fábio F. Modelo de Gestão do Conhecimento para a Administração Pública Brasileira: como implementar a gestão do conhecimento para produzir resultados em benefício do cidadão. Brasília: Ipea, 2012.

BEM, Roberta M.; PRADO, Maria L.; DELFINO, Nelson. Desafios à implantação da gestão do conhecimento: a questão cultural nas organizações públicas federais brasileiras. Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 11, n. 2, p. 123-135, maio /ago. 2013.

BRAQUEHAIS, Antonio P.; WILBERT, Julieta K. W.; MORESI, Eduardo A. D.; DANDOLINI, Gertrudes, A. O papel da cultura organizacional na gestão do conhecimento: revisão da literatura de 2009 a 2015. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 7, n. especial, p. 80-93, mar.2017.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Painel Estatístico de Pessoal. Disponível em: <https://pep.planejamento.gov.br/QvAJAXZfc/opendoc.htm?document=PainelPEP.QVW&host=QVS%4017-0112-B-IAS06> Acesso em: 02 maio 2018.

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Secretaria de Gestão Pública. Programa GESPÚBLICA. Modelo de Excelência em Gestão Pública. Brasília, 2014.

BRAUN, Carla C.; MUELLER, Rafael R. A gestão do conhecimento na administração pública municipal em Curitiba com a aplicação do Método OKA — Organizational Knowledge Assessment. Revista de Administração Pública, v. 48, n. 4, p. 983-1006, jul./ago. 2014.

BRITO, Lydia M. P.; CASTRO, Ahiram B. C. Descarte do conhecimento como estratégia de inovação: um estudo em uma instituição pública de educação não-formal do Nordeste do Brasil. Holos, v. 4, p. 397-414, fev. 2014.

CAMARGO, M. V. G. P. de. Autoria na geração de artigos. In: WITTER, Geraldina P. Produção Científica. Campinas: Átomo, 1997.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). Critérios de Classificação Qualis – Ensino. Disponível em: <https://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacaotrienal/Docs_de_area/qualis/ensino.pdf>. Acesso em: 02 maio 2018a.

¬¬¬¬¬______. Portal de Periódicos. Disponível em: <http://www-periodicos-capes-gov-br.ez106.periodicos.capes.gov.br/index.php?option%3Dcom_phome%26Itemid%3D68%26>. Acesso em: 02 maio 2018b.

CAVALCANTE, Luciane F. B. A busca da informação no contexto da televisão universitária: análise apoiada em indicadores de competência da informação. Informação & Sociedade: Estudos, v. 26, n. 3, p. 123-138, set. /dez. 2016.

COSTA, Cíntia G.; BRITO, Lydia. Aprendizagem no trabalho: uma análise da percepção de gestores públicos. Holos, v. 2, p. 393-408, abr. 2017.

CRUZ, Sofia G.; FERREIRA, Maria E. F. Gestão do conhecimento em hospitais públicos com diferentes modelos de gestão: alguns fatores explicativos. Revista Brasileira de Gestão e Inovação, v. 4, n. 2, p. 1-20, jan./abr. 2017.

CRUZ, Érika M. K.; SEGATTO, Andréa P. Processos de comunicação em cooperações tecnológicas universidade-empresa: estudos de caso em universidades federais do Paraná. Revista de Administração Contemporânea, v. 13, n. 3, p. 430-449, jul./ago. 2009.

DE ANGELIS, Cristiano T. Uma proposta de um modelo de inovação e inteligência governamental. Revista de Administração e Inovação, v. 10, n. 3, p. 297-324, jul. /set. 2013.

ECHTERNACHT, Tiago H. S.; QUANDT, Carlos O. A gestão do conhecimento como suporte ao processo estratégico na administração pública municipal: um estudo comparativo de casos no Brasil e em Portugal. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 7, n. especial, p. 35-49, mar. 2017.

FERRARI, Rodrigo D.; PIRES, Giovani L. Cultura colaborativa e gestão do conhecimento em esporte e lazer. Motriz, v. 19, n. 2, p. 288-297, abr. /jun. 2013.

FERRAZ, Janaynna M.; SALES, Jefferson. Em busca da emancipação na gestão do conhecimento. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 11, n. 2, p. 108-119, abr./jun. 2017.

FERREIRA, Liliane J. A.; ALVARES, Lillian M. A. R.; MARTINS, D. L. A gestão do conhecimento e a análise de redes sociais: um estudo aplicado no sistema de bibliotecas da Universidade Federal de Goiás. Informação & Sociedade: Estudos, v. 27, n. 2, p. 145-168, maio /ago. 2017.

FRANCINI, William S. A gestão do conhecimento: conectando estratégia e valor para a empresa. Revista de Administração de Empresas Eletrônica, v. 1, n. 2, p. 1-1,. jul./dez. 2002.

GIL, Antonio C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GONZALEZ, Rodrigo V. D.; MARTINS, Manoel F. Um estudo teórico das características organizacionais que influenciam a gestão do conhecimento nas organizações. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 5, n. 2, p. 14-34, jul./dez. 2015.

JESUS, Anderson M.; MOURÃO, Luciana. Conhecimento organizacional em escolas de governo: um estudo comparado. Revista de Administração Pública, v. 46, n. 4, p. 939-968, jul./ago. 2012.

LIMA, Paula B. S. M.; VASCONCELOS, Maria C. R. L.; NEVES, Jorge T. R.; DUFLOTH, Simone C. A gestão do conhecimento no setor público: um diagnóstico preliminar sobre práticas e ferramentas utilizadas no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Economia e Gestão, v. 15, n. 41, p. 57-77, out./dez. 2015.

LIRA, Suzana L.; DUARTE, Emeide N. Ações integradas de gestão da informação e do conhecimento no setor contábil de uma universidade pública. Brazilian Journal of Information Science, v. 7, n. especial, p. 112-136, 1º sem. 2013.

LUSTOSA, Romero B.; SILVA, Anielson B.; ZAGO, Célia C. Processos de aprendizagem organizacional em um banco público do Brasil. Estratégia e Negócios, v. 2, n. 2, p.109-140, jul./dez. 2009.

MANGINI, Eduardo R.; ROSSINI, Fernando H. B.; CONEJERO, Marco A.; URDAN, André T. Gestão do conhecimento como fator de alavancagem de inovação aberta: o caso foco virtual. Revista de Administração, Sociedade e Inovação, v. 4, n. 1, p. 16-33, jan./jun. 2018.

MIRANDA, Márcia M. S.; MORESI, Eduardo A. D. A gestão do conhecimento no compartilhamento de melhores práticas em uma base de dados no Tribunal Regional Federal da Primeira Região. Revista de Gestão da Tecnologia e Sistemas de Informação, v. 7, n. 2, p. 409-432, jan. 2010.

MOURA JUNIOR, Pedro J. Terceirização como estratégia de gestão do conhecimento. Cadernos EBAPE.BR., v. 15, n. 2, p. 229-255, abr./jun. 2017.

NOLASCO, Deborah M. S.; SILVA, Mayara S.; EL-AOUAR, Walid A.; BARRETO, Laís K. S.; VASCONCELOS, César R. M. Gestão do conhecimento e inteligência competitiva: instrumentos para gestão organizacional. Desafio Online, v. 6, n. 1, p. 160-180, jan./abr. 2018.

PADILHA, Suiany C.; PRESSER, Nadi H.; ZARIAS, Alexandre. Divulgação científica: uso social do produto dos estudos científicos na Fundação Joaquim Nabuco. Em Questão, v. 22, n. 1, p. 161-187, jan. /abr. 2016.

PEPULIM, Maria E. H.; FIALHO, Francisco A. P.; VARVÁKIS, Gregório. Barreiras culturais à efetivação da gestão do conhecimento nas organizações públicas: relato de pesquisa. Informação & Sociedade: Estudos, v. 27, n. 3, p. 219-240, set. /dez. 2017.

PEREIRA, Fernando A. M.; QUEIROS, Alinne P. C.; GALVÃO, Aline G.; SALES, João P. D. Gestão das informações e do conhecimento em organizações públicas: uma aplicação do Modelo de Excelência em Gestão Pública. Revista Eletrônica de Sistemas de Informação, v. 11, n. 2, p. 1-24, jul./dez. 2012.

PRODANOV, Cleber C.; FREITAS, Ernani C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

SANTOS, Paloma M.; ROVER, Aires J. Processos de gestão do conhecimento fomentados pelos portais de governo. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 6, n. 2, p. 48-79, jul. /dez. 2016.

SANTOS, Rosineide S.; CASTRO, Ahiram B. C.; FARIAS, Maria S. B.; BRITO, Lydia M. P. Organizações de aprendizagem: disciplina para a gestão com pessoas no serviço público. Holos, v. 8, p. 205-228, dez. 2017.

SILVA, Ricardo. Diagnóstico de gestão do conhecimento em C&T,I: método OKA. In: SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO E TECNOLOGIA, 10., 2013, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: AEDB, 2013. p. 01-13.

SILVA, Talita C.; BURGER, Fabrício. Aprendizagem organizacional e inovação: contribuições da gestão do conhecimento para propulsionar um ambiente corporativo focado em aprendizagem e inovação. Navus, v. 8, n. 1, p. 07-19, jan./mar. 2018.

SORIANO, Érico; HOFFMANN, Wanda A. M.; ARAUJO, Camila. Gestão do conhecimento aplicado aos desastres naturais: o caso da Defesa Civil. Em Questão, v. 23, n. 3, p. 207-227, set. /dez. 2017.

SPINA, Tatiana G. Z. Gestão da informação com foco na divulgação científica: estudo de caso do website do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP). Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 7, n. especial, p. 160-174, mar. 2017.

TATTO, Luiz; BORDIN, Reginaldo A. Filosofia e gestão do conhecimento: um estudo do conhecimento na perspectiva de Nonaka e Takeuchi. Cadernos EBAPE.BR., v. 14, n. 2, p. 340-350, abr./jun. 2016.

TAVARES, Giselle H.; SCHWARTZ, Gisele M.; FIGUEIREDO, Juliana P.; PALHARES, Marcelo F. S. Vantagens organizacionais da gestão da informação e do conhecimento em um sistema público: o caso Rede CEDES/ME. Podium: Sport, Leisure and Tourism Review, v. 1, n. 2, p. 61-77, jul. /dez. 2012.

TRIOLA, Mário F. Introdução à estatística. 10. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2011.

UHRY, Ricardo; BULGACOV, Sergio. Gestão do conhecimento e formação de capacidades em bancos. Revista de Administração de Empresas Eletrônica, v. 2, n. 1, p. 1-22, jan. /jun. 2003.

URPIA, Arthur G. B. C.; CABRAL, Márcio P.; MASSUDA, Ely M.; BORTOLOZZI, Flávio. Práticas de gestão do conhecimento de recursos humanos em escolas públicas. Navus, v. 8, n. 1, p. 115-124, jan./mar. 2018.

WILBERT, Julieta K. W.; OLIVEIRA, Isabela C. G.; DANDOLINI, Gertrudes A.; STEIL, Andréa V.; SOUZA, João A. O uso de comunidades de práticas virtuais (VCOPS) para fins de inovação segundo percepção de seus membros. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, v. 7, n. especial, p. 109-125, mar. 2017.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Alfenas, R. A. da S., Santos, C. S. dos, Dias, D. C. da S., Araújo, V. G. B. de, & Silva, D. V. F. M. R. (2021). Gestão do conhecimento nas organizações públicas brasileiras: revisão e bibliometria de obras no período de 2008 a 2017. Revista Do Serviço Público, 72(2), 452 - 478. Recuperado de https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/3913

Edição

Seção

Artigos