A qualidade da usabilidade dos portais de transparência das universidades federais do Nordeste do Brasil

Autores

Palavras-chave:

portais de transparência, universidades, usabilidade

Resumo

A retórica sobre transparência pública tem suscitado inúmeras discussões sociais e acadêmicas, reverberando desde o uso de tecnologias da informação até a efetivação da democracia. Nesse contexto, governos têm utilizado portais de transparência como canais de disponibilização de informações sobre a gestão da coisa pública. No entanto, a qualidade com que essas informações são disponibilizadas é uma questão crucial. É nessa perspectiva que aspectos de qualidade e usabilidade de sistemas de informação se apresentam como otimizadores do processo de transparência via portais de transparência. O presente estudo objetivou fazer uma análise sob a égide de requisitos de qualidade e usabilidade não funcional nos portais de transparência de universidades públicas federais da região Nordeste, selecionando-se uma a cada estado, contribuindo, assim, para elucidação e possíveis melhorias da transparência ativa desses portais. A pesquisa é caracterizada como um estudo de múltiplos casos, proporcionada pela avaliação de relatos de usuários de portais das universidades públicas. Os resultados demonstram que, apesar do registro de portais que atendem, de forma fragmentada, as exigências colocadas pelos critérios de qualidade e usabilidade na disposição de informações online, o acesso às informações ainda se apresenta de forma ordinária. Registra-se a ocorrência de um número significativo de portais que deixam de apresentar alguns dos critérios, demonstrando limitações quanto à eficiência na exibição das informações dispostas nos portais de transparência das instituições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaílson Rodrigues Pereira, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Mestre em Administração pela Universidade Federal de Sergipe. Especialista em Gestão de Pessoas pela Universidade Cândido Mendes. Bacharel em Administração e graduado em Marketing, pelo Centro Universitário Internacional UNINTER.

Jérsica Florindo de Araújo Barros, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Mestra em Administração pela Universidade Federal de Sergipe, graduada em Letras com Habilitação em Português e Inglês pela Faculdade Sete de Setembro, especialista em Gestão Pública pela Universidade Federal do Vale do São Francisco e em Língua Portuguesa e Literatura pela Faculdade São Luís de França.

Rommel de Santana Freire, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Professor do Departamento de Finanças e Contabilidade da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Mestre em Administração pela UFPB. Doutor em Administração, na área de finanças de empresas, pela Universidade Federal de Pernambuco com estágio de doutorado na University of Houston.

Veruschka Vieira França, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Professora da Universidade Federal de Sergipe. Mestra em Engenharia Química e doutora em Engenharia de Produção, pela Universidade de São Paulo. Pós-doutora em Gestão em Engenharia de Sistemas na University College London. Atua nas linhas de pesquisa de gestão da inovação e tecnologia.

Referências

ABDALA, P. R. Z.; TORREs, C. M. S. A Transparência como espetáculo: uma análise dos portais de transparência de estados brasileiros. Administração Pública e Gestão Social, Viçosa, v. 8, n. 3, p. 147-158, 2016.

AMORIM, P. K. D. F. Democracia e internet: a transparência de gestão nos portais eletrônicos de capitais brasileiras. 2012. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas) – Faculdade de Comunicação, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2012.

ANDRADE, J. R.; OLIVEIRA, J. L. A.; FRANCA, V. V; LUFT, M. C. S. M. Online quality: analysis of retail websites based on non-functional usability requirements. Proelium – Revista Científica da Academia Militar. v. 8, n. 2, p. 197-310. 2019.

BERNARDES, M. B.; SANTOS, P. M.; ROVER, A. J. Ranking das prefeituras da região Sul do brasil: uma avaliação a partir de critérios na Lei de Acesso à Informação. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 49, n. 3, p. 761-792, 2015.

BERNARDO, M; MARIMON, F; ALONSO-ALMEIDA, M. D. M. Functional quality and hedonic quality: a study of the dimensions of e-service quality in online travel agencies. Information & Management, v. 49, n.7-8, p.342-347, 2012.

BITENCOURT, C. M.; RECK, J. R. Controle da transparência na contratação pública no Brasil – o acesso à informação como forma de viabilizar o controle social da adiministração pública. Revista do Direito, v. 2, n.49, p.965-115, 2016.

BRASIL. Lei Complementar nº 131, de 27 de maio de 2009. Acrescenta dispositivos à Lei Complementar no 101, de 4 de maio de 2000, que estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências, a fim de determinar a disponibilização, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Diário Oficial da União, 27 maio 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp131.htm . Acesso em: 10 dez. 2019.

BRASIL. Padrões Web em Governo Eletrônico e-PWG. 2019. Disponível em:

https://www.gov.br/governodigital/pt-br/acessibilidade-digital/padroes-web-em-governo-eletronico#:~:text=Os%20Padr%C3%B5es%20Web%20em%20Governo,pelos%20%C3%B3rg%C3%A3os%20do%20Governo%20Federal. Acesso em: 13 maio de 2021.

CABERO, M. M. M.; ROSA, T. C. Transparência pública: legislações de acesso à informação brasileira e espanhola. Páginas a&b, v. 3, n. 11, p. 72-93, 2019.

CAMPOS, R.; PAIVA, D.; GOMES, S. Gestão da informação pública: um estudo sobre o Portal Transparência Goiás. Sociedade e Estado, v. 28, n. 2, p. 393-417, 2013.

CARDOSO et al. Transparência pública: análise em portais de transparência do poder executivo municipal do Brasil. Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 10, n. 29, p. 443-472, maio/Ago., 2018.

CHAN, H. S.; ROSENBLOOM, D. H. Four challenges to accountability in contemporary public administration: lessons from the United States and China. Administration & Society, v. 45, p. 11-33, 2010.

CHEN, Y.; SHEN, Y.; LEE, C.; YU, F. Measuring quality variations in e-service. Journal of Service Theory and Practice, v. 27, n. 2, p. 427-452, 2017. Disponível em: https://doi-org.ez9.periodicos.capes.gov.br/10.1108/JSTP-03-2015-0063. Acesso em: 18 maio 2021.

COSTA, L. F.; RAMALHO, F. A.: A usabilidade nos estudos de uso da informação: em cena

usuários e sistemas interativos de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 15, n. 1, p. 92-117, 2010.

ETEMAD-SAJADI, R; GHACHEM, L. The impact of hedonic and utilitarian value of online avatars on e-service quality. Computers in Human Behavior, v.52, p. 81-86, nov. 2015.

FERREIRA, S. B. L.; SILVEIRA, D. S.; NUNES, R. R. Alinhando os requisitos de usabilidade com as diretrizes de usabilidade com acessibilidade. In. ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 32º, Rio de Janeiro. p. 1-16, Anais, Rio de Janeiro, 2008.

GOMES, F. R.; FREIRE, R. D. S.; SALES, J. D. A. Transparência pública em portais de institutos de Previdência Municipais da Paraíba: a accountability foi esquecida? Revista de Informação Contábil, v. 11, n. 2, p. 52-68, abr./jun. 2017.

GRIMMELIKHUIJSEN, S.; WELCH, E. Developing and testing a theoretical framework for computer-mediated transparency of local governments. Public Administration Review, v. 72, p. 562-571, 2012.

HAHN, S.; SPARKS, B; WILKINGS, H; JIN, X. E-service quality management of a hotel website: a scale and implications for management. Journal of Hospitality Marketing & Management. 30 Aug 2017, v. 26, n. 7, p. 694-716.

JAEGER, P. T.; BERTOT, J. C. Transparency and technological change: ensuring equal and sustained public access to government information. Government Information Quarterly, v. 27, n. 4, p. 371-376, 2010.

LIMA, I. F. et al. Avaliando a usabilidade dos websites de editoras universitárias brasileiras. Ciência da Informação e Biblioteconomia, v. 14, n. 1, p. 42–53, 2019.

LOPES, A. I. S.; BITENCOURT, C. M. Acesso à informação e transparência: uma análise dos portais de transparência dos municípios a partir do questionamento quanto aos percentuais obrigatórios de saúde e educação. Revista Jovens Pesquisadores, Santa Cruz do Sul, v. 8, n. 2, p. 84-93, jul./dez. 2018.

MABILLARD, V.; ZUMOFEN, R. The complex relationship between transparency and accountability: a synthesis and contribution to existing frameworks. Public Policy and Administration, New York, v. 2, p. 110-11932, 2016.

MEIJER, A. J. Understanding the complex dynamics of transparency. Public Administration Review, v. 73, p. 429-439, 2013.

NIELSEN, J.; LORANGER, H. Usabilidade na Web: projetando websites com qualidade. 1. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007

OLIVEIRA, P. N. D.; LIMA, M. C. R. Controle social e transparência na gestão pública: uma análise das ferramentas disponíveis na administração pública no Brasil. Id on Line Revista Multidisciplinar e de Psicologia, v. 13, n. 45, p. 563580, 2019.

PIOTROWSKI, S. J. The Open government reform: the case of the open government partnership an U.S transparency policies. The American Review of Public Administration, Newark, v. 47, n. 2, p. 155-171, 2017.

PINHO, J. A. G. Investigando portais de governo eletrônico de estados no Brasil: muita tecnologia, pouca democracia. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, p. 471-493, 2008.

ROBERTS, A. Administrative discretion and the access to information act: an “internal law” on open government? Canadian Public Administration, v. 45, p. 175–194, 2002.

ROSA, J. G. S. S. Ergonomia e usabilidade em formulários eletrônicos na internet: um estudo de caso sobre comércio eletrônico. 2005. 308f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Design), Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, 2005.

SILVA, I. et al. Satisfação e usabilidade de uma tecnologia de informação e comunicação no ensino de enfermagem: um estudo piloto. Revista de Enfermagem Referência, v. 4, n. 21, p. 143–150, 2019.

SILVA, S. Critérios da usabilidade: um auxílio à qualidade do software. Revista Vértices, v. 5, n. 2, p. 111-122, 2010.

SONG, C.; LEE, J. Citizens" Use of social media in government, perceived transparency, and trust in government. Public Performance & Management Review, v. 39, n. 2, p. 430-453, 2015.

SVÄRD, P. Freedom of information laws and information access: the case of Sierra Leone. Information Development, v. 33, n. 2, p. 190- 198, 2017.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

ZHOU, R.; WANG, X; SHI, Y; ZHANG, R; ZHANG, L; GUO, H. Measuring e-service quality and its importance to customer satisfaction and loyalty: an empirical study in a telecom setting. Electronic Commerce Research, v. 19, n. 3, p. 477-499, 2019.

Downloads

Publicado

2021-12-29

Como Citar

Pereira, J. R. ., Barros, J. F. de A., Freire, R. de S., & Vieira França, V. (2021). A qualidade da usabilidade dos portais de transparência das universidades federais do Nordeste do Brasil. Revista Do Serviço Público, 72(4), 803-823. Recuperado de https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/4795