Revista do Serviço Público, 85 anos

contexto, texto e trajetória (1937-2021)

Autores

Palavras-chave:

Revista do Serviço Público, trajetória editorial, reformas político-administrativas, serviço público, Brasil

Resumo

A Revista do Serviço Público (RSP) celebra 85 anos de existência neste novembro de 2022. O objetivo deste artigo é compreender as diferentes etapas editoriais pelas quais passou a revista, servindo de material de estudo os 4.650 textos produzidos desde seu surgimento, em 1937, até o ano de 2021. Para isso, o trabalho se apoiou nas análises estatísticas feitas por Tânia Keinert e José Carlos Vaz nos anos 1990, ajustando-se e ampliando-se o escopo de estudo para o século 21, e incorporando um diagnóstico sobre o perfil de gênero de seus articulistas. Como resultado, é possível constatar que as diferentes fases políticas do país atuaram diretamente como orientadores das linhas temáticas privilegiadas pela RSP a cada período. Além disso, as transformações sociais, econômicas, políticas e administrativas das últimas décadas permitiram a inclusão de novos objetos de debate, assim como o aumento da representatividade de gênero dos articulistas e a diversificação do público leitor. Dessa forma, o trabalho contribui com um diagnóstico dos principais temas e debates dos diferentes momentos da RSP, desde sua origem até os tempos atuais, servindo a revista como fonte documental relevante para novas linhas de estudo sobre o Estado e o serviço público brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina da Cunha Rocha, Escola Nacional de Administração Pública (Enap)

Doutora em História por El Colegio de México e mestre em História pela Universidade de Brasília (UnB). Editora-Adjunta da Revista do Serviço Público (RSP).

Mila Lopes Mesquita, Escola Nacional de Administração Pública - Enap

Bacharel em Administração pela UPIS - Faculdades Integradas. Especializanda em Neurociência e Comportamento Humano pela Universidade La Salle (Unilasalle). Editora-Adjunta da Revista do Serviço Público (RSP).

Referências

ABRUCIO, Fernando Luiz, PEDROTTI, Paula; PÓ, Marcos Vinícius. A formação da burocracia brasileira: a trajetória e o significado das reformas administrativas. In: Em ABRUCIO, Fernando Luiz, LOUREIRO, Maria Rita; PACHECO, Regina Silva. Burocracia e política no Brasil – desafios para a ordem democrática no século XXI. São Paulo: Editora FGV, 2010.

BELL, Daniel. O advento da sociedade industrial: uma tentativa de previsão social. São Paulo: Cultrix, 1978.

BHERING, Marcos Jungmann. Positivismo e modernização: políticas e institutos científicos de agricultura no Brasil (1909-1935). Dissertação de mestrado em História das Ciências na Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz), Rio de Janeiro, 2008.

BRASIL, Felipe Gonçalves; CEPÊDA, Vera Alves; MEDEIROS, Tiago Batista. O DASP e a formação de um pensamento político-administrativo na década de 1930 no Brasil. Temas da Administração Pública, v.9, n.1, 2014, p.1-21, 2014. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/125197. Acesso: 10 de junho de 2022.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. Uma reforma gerencial da administração pública no Brasil. RSP, v.49, n.1, 1998.

______. Da administração pública burocrática à gerencial. Revista do Serviço Público, v.47, n.1, 1996.

CHASTAIN, Andra B.; LOREK, Timothy w. Itineraries of expertise – Science, technology and the environment in Latin America’s long Cold War. Pittsburgh: University of Pittsburgh Press, 2020.

FAUSTO, Bóris. História concisa do Brasil. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2001.

FORJAZ, Maria Cecília Spina. Industrialização, Estado e sociedade no Brasil (1930-1945). Revista de Administração de Empresas, v.24, n.3, p.35-46, 1984, Rio de Janeiro.

HOWLETT, Michael; RAMESH, R. Studying public policy: policy cicles and policy subsystems. Toronto: Oxford University Press, 1995.

KEINERT, Tânia Mezzomo e VAZ, José Carlos. Histórico da RSP: A Revista do Serviço Público no Pensamento Administrativo Brasileiro (1937-1989). Revista do Serviço Público, v.45, n.1, p.9-41, 1994a.

______. A história da Revista do Serviço Público a partir da análise dos seus editoriais. Revista do Serviço Público, v.45, n.2, p.9-43, 1994b.

LATHAM, Michael. Modernization as Ideology – American Social Science and “Nation Building” in the Kennedy Era. University of North Carolina Press, 2000.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas: Editora Unicamp, 1996.

LOPES, Luís Simões. A viagem do sr. Luís Simões Lopes aos Estados Unidos.Revista do Serviço Público, v.2, n.1-2, p.101-103, 1939.

MELLO E SOUZA, Nelson. Reforma administrativa no Brasil – um debate interminável, Revista de Administração Pública (RAP), v.28, n.1, p.54-70, 1994.

MULHER500. Disponível em: http://www.mulher500.org.br/. Acesso: 10 de junho de 2022.

ROCHA, Carolina da Cunha. Cultivando el Estado, sembrando el progreso: el Ministerio de Agricultura y la formación de la tecnocracia agraria de Brasil (1930-1955). 2021. Tese de Doutorado em História, El Colegio de México, 2021.

ROUANET, Sérgio Paulo. Criação de uma Escola Superior de Administração Pública. Brasília: Enap, 2005.

SANTOS, Wanderlei Guilherme. A elite invisível: explorações sobre a tecnocracia federal brasileira. Revista do Serviço Público, v.67, n.3, p.463-482, 2016.

WAHRLICH, Beatriz M. de Souza. A reforma administrativa no Brasil: experiência anterior, situação atual e perspectivas – uma apreciação geral. Revista de Administração Pública, v.18, n.1, p.49-59,1984.

Downloads

Publicado

2022-11-29

Como Citar

Rocha, C. da C., & Lopes Mesquita, M. (2022). Revista do Serviço Público, 85 anos: contexto, texto e trajetória (1937-2021). Revista Do Serviço Público, 73(b), 8-52. Recuperado de https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/7853

Edição

Seção

RSP Edição Especial 85 anos