Enap publica quarto número da RSP de 2015

A Escola Nacional de Administração Pública (Enap) lançou o quarto e último número da Revista do Serviço Público (RSP) de 2015. O periódico traz seis artigos inéditos abordando a construção de uma elite burocrática no estado do Mato Grosso; o governo eletrônico e sua relação com o desenvolvimento econômico; o novo desenvolvimentismo no Brasil e na Argentina; a imagem do servidor público do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais; o perfil dos deputados federais oriundos do funcionalismo público e uma análise crítica à teoria das falhas de mercado frente aos desafios de inovação.

O primeiro artigo, intitulado A construção de uma elite burocrática: o caso dos gestores governamentais em Mato Grosso, descreve a trajetória da carreira dos gestores governamentais do Estado do Mato Grosso e o processo de construção da identidade desses servidores num contexto de reforma incompleta do Estado brasileiro. O estudo é baseado em dispositivos legais que tratam das referidas carreiras, entrevistas com atores que vivenciaram a sua criação e portarias, decretos e outros instrumentos regulamentadores da administração pública. 

O segundo texto, Governo Eletrônico e seu relacionamento com o desenvolvimento econômico e humano: um estudo comparativo internacional, busca associar características do governo eletrônico com o desenvolvimento econômico e humano. O estudo, de natureza quantitativa, constatou que os mais altos índices de governo eletrônico encontram-se no continente europeu, em países de alta renda per capita e altos níveis de desenvolvimento econômico e humano, embora haja exceções como Coreia do Sul e Cingapura. 
 
Novo desenvolvimentismo no Brasil e na Argentina: entre o debate acadêmico e a prática política é o terceiro artigo deste número. O trabalho trata de como se deram os processos políticos no Brasil e na Argentina em torno da construção do novo desenvolvimentismo. Para isso, foram analisados o primeiro mandato do governo Lula (2003-2007) no Brasil e, na Argentina, os governos Néstor Kirchner (2003-2007) e Cristina Fernández de Kirchner (2007-2011). Os aspectos comuns apontados nos dois países são a busca pela promoção do crescimento econômico sustentado, com redução da vulnerabilidade a choques exógenos e inclusão social. 
 
O quarto estudo, Imagem do servidor público: um estudo com os usuários do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, busca analisar a imagem do servidor público do ponto de vista dos usuários do fórum Lafayette, em Belo Horizonte.  Analisada sob a ótica da Psicologia Cognitiva e de conceitos da Psicologia Social - como a teoria das representações sociais e a teoria do núcleo central - a imagem do servidor foi vista como positiva, em geral.
 
O quinto texto, Do serviço público à Câmara dos Deputados: os parlamentares originários do funcionalismo público no Brasil, faz uma análise do perfil sociopolítico dos deputados federais oriundos do funcionalismo público, eleitos entre 1983 e 2010. O seu sucesso eleitoral dos está mais ligado à força que o partido no governo pode dar às suas carreiras políticas queà função desempenhada quando atuava na burocracia estatal.
 
O sexto e último trabalho é um artigo escrito pela professora de Economia da Inovação da Unidade de Pesquisa em Ciência Política da Universidade de Sussex,Mariana Mazzucato. O trabalho Innovation systems: from fixing market failures to creating markets foi apresentado durante o Seminário Internacional Papel do Estado no Século XXI. O artigo faz uma crítica à teoria das falhas de mercado para as transformações tecnológicas frente aos desafios de inovação. 
 
Sobre a RSP - Editada pela Enap, publica trabalhos inéditos de autores nacionais e estrangeiros sobre temas relativos à Estado e sociedade, administração pública e políticas públicas. Seu primeiro número foi editado em 1937, pelo Conselho Federal do Serviço Público Civil, precursor do Departamento de Administração do Serviço Público (Dasp).