Participação política e gestão fiscal explicam desenvolvimento social nos municípios brasileiros?

  • Welles Matias de Abreu Universidade de Brasília
  • Ricardo Corrêa Gomes Universidade de Brasília
  • Daniel Cerqueira Ribeiro Universidade de Brasília
  • José Matias-Pereira Universidade de Brasília
  • Fábio Jacinto Barreto de Souza Universidade de Brasília
Palavras-chave: participação política, gestão fiscal, desenvolvimento social

Resumo

Este artigo tem como objetivo central verificar se variáveis relacionadas com participação política e gestão fiscal explicam significativamente o desenvolvimento social nos municípios. Para tanto, observa-se que o processo participativo fortalece a promoção de iniciativas inclusivas, enquanto a gestão fiscal garante o cumprimento em especial da função estabilizadora, com vistas a promover o desenvolvimento social. Sob a perspectiva metodológica, trata-se de uma pesquisa ex-post-facto, a qual tem o propósito de analisar quantitativamente se há relação de significância entre as variáveis da pesquisa (participação política, gestão fiscal e desenvolvimento social). O resultado principal da pesquisa foi a constatação de significância estatística validando a existência de relação positiva do desenvolvimento social com a participação política e gestão fiscal. Após a adição de variável controle relacionada com a questão regional, pode-se identificar a ocorrência de ganhos significativos de explicação do modelo em estudo. Assim sendo, instituições participativas politicamente e responsáveis do ponto de vista fiscal, além de melhorar a qualidade democrática, apresentam um círculo virtuoso buscando a redução da pobreza, rumo ao desenvolvimento social.

Publicado
2019-04-08
Como Citar
Abreu, W., Gomes, R., Ribeiro, D., Matias-Pereira, J., & Souza, F. (2019). Participação política e gestão fiscal explicam desenvolvimento social nos municípios brasileiros?. Revista Do Serviço Público, 70(1), 83-102. Recuperado de https://revista.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/1429
Seção
Artigos